• Cabeçalho

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA: LÚDICO-RECREATIVO: PASSEIOS TERAPÊUTICOS

"Em qualquer Aventura, o importante é partir, não é chegar."

Miguel Torga 1962

A unidade de Santa Isabel é uma unidade de psicogeriatria de longo internamento e por isso pretende-se que esteja preparada para dar resposta a todas as necessidades das pessoas assistidas de forma personalizada e individualizada, considerando que as pessoas que vivenciam o processo de envelhecimento com associação de doença mental, apresentam perdas cognitivas, motoras, comportamentais, psicológicas e sociais, que comprometem a sua independência na realização das atividades de vida diárias, ocupacionais e de lazer.

Neste âmbito surge o programa Passeios Terapêuticos, que consiste na realização de diversas atividades com as pessoas assistidas desta unidade, tais como visitas domiciliárias, passeios ao exterior da instituição em locais pré-definidos, de forma a amenizar os efeitos negativos da institucionalização.

Existem três fatores importantes a considerar aquando da caraterização das pessoas assistidas internadas na Unidade Santa Isabel: envelhecimento, doença mental e institucionalização. Todos estes fatores podem causar regressão e desintegração social, perda de privacidade e responsabilidade, rotinas rígidas e ausência de estimulação cognitiva, podendo levar à perda de auto-estima, do interesse e a respostas emocionais diminuídas, dependência excessiva, comportamento automático e perda de interesse pelo mundo exterior. Neste sentido surgiu a necessidade deste programa, que proporciona oportunidades de participação ativa em atividades de âmbito terapêutico, lúdico-recreativas, cuturais e de integração social, de acordo com as capacidades, aptidões e interesses de cada pessoa assistida.

A população-alvo deste programa é definida de acordo com critérios de inclusão e exclusão: motivação das pessoas assistidas selecionadas, as caraterísticas da atividade a realizar, acessibilidade dos locais a visitar, condições físicas e mentais das pessoas assistidas.

O programa “Passeios Terapêuticos” tem como objetivos:

  • Promover relações interpessoais eficazes, potencializando a coesão e motivação do grupo;
  • Desenvolver competências pessoais e sociais;
  • Proporcionar o contato e reconhecimento do meio exterior.

A concretização deste programa implica a elaboração de um planeamento anual com definição dos Passeios Terapêuticos, dos locais a visitar e das atividades a realizar durante o passeio, assim como das visitas domiciliárias a concretizar. Implica ainda a avaliação cuidada das condições do local a visitar já que este fator determina a seleção das pessoas assistidas consoante os critérios de inclusão e exclusão.

Para a avaliação utilizamos o método de observação naturalista, com o preenchimento após cada Passeio Terapêutico de uma grelha de avaliação de comportamentos e a ficha para a observação da aceitação ou rejeição da atividade, que servem de base para a realização do registo de enfermagem no processo clínico de cada pessoa assistida.

Podemos ainda salientar que com a realização deste programa ‘Passeios", as pessoas assistidas da Unidade Santa Isabel, têm oportunidade de manter o contacto com a vida exterior, conhecer novos locais e manterem-se socialmente ativas, denotando ao longo dos passeios e posteriormente (na unidade) expressões de alegria, entusiasmo e grande vontade de repetir as experiências vivenciadas.



© Copyright 2020, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.